Especial homens literários - Romeo Bianchi

Voltamos com o especial homens literários, conhecendo meu italiano de Sequestrados, Romeo Bianchi. Ele é lindo, ele é sexy, ele é rico e ele decidiu pegar no pé da negociadora mais encrencada de toda a Europa. Mas sabemos que ele se saiu bem, não?


Romeo Bianchi é o filho mais velho de Carlo e Antonella Bianchi e comanda um império empresarial de família. Enquanto tem tino para os negócios, o irmão mais novo, Roberto, é artista e não tem nenhuma pretensão de trabalhar com os negócios herdados do pai.


Por causa do dinheiro, Romeo nunca acreditou que as pessoas se aproximassem dele em busca de amizade ou amor. A maior parte de seus relacionamentos com seres humanos foi negocial, à base do pagamento por serviços prestados. Suas namoradas e seus amigos sempre estiveram mais interessados no status social do que em sua companhia. Por isso, nunca se envolveu profundamente e é um dos solteiros mais cobiçados do meio empresarial.


Durante o livro ele se mostra um verdadeiro homem de negócios, sempre disposto a pagar o preço necessário para obter aquilo que deseja – menos em relação a Abbey. A detetive encrenqueira, brigona e com um passado cheio de traumas o desarmou desde o primeiro contato.


Para a construção do personagem, inspirei-me na figura masculina de Raoul Bova, ator italiano famoso que, à época do livro, me fez apaixonar ao interpretar Marcello em Sob o Sol da Toscana.


Algumas citações do livro:

O jovem homem que o acompanhava devia ter no máximo quarenta anos. Seus olhos azuis chamavam atenção ao longe. Os cabelos escuros pareciam artificiais àquela distância, mas eu não poderia dizer. Nunca tinha visto cabelos tão pretos. Engoli um pedaço de rosquinha sem mastigar direito e senti o esôfago arranhar. Se eu fosse tendente a ficar sem palavras ou sem ação, teria ficado.
Ele me sorriu. Prendi a respiração novamente, em mais uma reação incoerente do meu corpo à presença do Italiano. Homens nunca me deixavam desconfortável. Bem, eu não estava acostumada a homens como aquele. Estupidamente lindos.
A figura pálida de Romeo Bianchi preencheu por completo meu campo de visão. Ele estava no chuveiro exclusivo em sua barraca, completamente nu, e me encarava perplexo. Cobriu-se rapidamente com uma das mãos enquanto a outra procurava uma toalha. Seus olhos fixaram-se nos meus, mas os meus não conseguiram parar nos dele. Estavam por toda parte, admirando com deleite a escultura humana que se apresentava diante de mim.
3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tatiana Mareto @ 2020 - Todos os direitos reservados.

As obras deste site estão protegidas pela Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), independentemente de registro.

Créditos de imagens: Unsplash | FreePik

  • Amazon ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Pinterest
  • Twitter

NO INSTAGRAM